NikkeyBrasil - O site do japonês no Brasil
16/8/2017. Bem-vindo ao NikkeyBrasil. Hoje, com 8285 cadastrados - 29.575.376 visitas
Empresa ou produto:



HOME            
Japão conta quase 25 mil vítimas por terremoto e tsunami

Após dois meses do terremoto e do posterior tsunami que atingiram o Japão, já foram confirmadas 14.949 mortes no país, enquanto 9.880 pessoas ainda estão desaparecidas. Além das vítimas, o tremor gerou uma crise nuclear que fará o governo japonês revisar sua política energética. Há 8.941 mortes confirmados em Miyagi, 4,4 mil em Iwate, e 1.544 em Fukushima, as três províncias mais afetadas pelo desastre.

A polícia japonesa acredita que o número de vítimas, quase 25 mil entre mortos e desaparecidos, não subirá de maneira significativa, informou a emissora NHK. O número total de desaparecidos, que chegou a alcançar 17,6 mil pessoas, sofreu redução para menos de 10 mil após a recontagem e a confirmação de que alguns estavam em abrigos. Os cerca de 2,5 mil centros de evacuação distribuídos pelo Japão abrigam ainda 117 mil pessoas que ainda não puderam voltar a seus lares. Muitos destes não sabem quando poderão fazê-lo, já que suas casas estão entre as 68 mil destruídas pela onda gigante.

Mais de 25% do primeiro orçamento extra de 4 trilhões de ienes (33 bilhões de euros) aprovado para a reconstrução será destinado a casas provisórias, das quais 30 mil devem estar prontas no fim deste mês. O restante do montante servirá para reconstruir povoados inteiros e obras de infraestrutura, retirar 25 milhões de toneladas de escombros, indenizar vítimas e estimular a atividade econômica.

Do total de evacuados, pelo menos 80 mil vivem na zona de exclusão criada ao redor da usina nuclear de Fukushima devido às emissões de radiação.

Na terça-feira, os moradores de Kawauchi, dentro da área restrita, foram os primeiros que puderam retornar rapidamente a suas casas para recolher alguns poucos pertences. Os que vivem em um raio de três quilômetros da usina não terão essa possibilidade, já que o governo considera que o nível de radiação na zona é elevado demais. Após visitarem Iwate e Miyagi, os imperadores do Japão, Akihito e Michiko, irão nesta quarta-feira a duas cidades de Fukushima.

Todos os Direitos Reservados. Copyright ® ABRAON
pagina gerada em 0.1773 segundos.