NikkeyBrasil - O site do japonês no Brasil
23/5/2017. Bem-vindo ao NikkeyBrasil. Hoje, com 8271 cadastrados - 28.719.817 visitas
Empresa ou produto:



HOME            
Nagoya: esperança de acordo sobre biodiversidade

 As negociações voltadas a um acordo para proteger os ecossistemas ameaçados do planeta prosseguiram nesta quinta-feira em Nagoya, no centro do Japão, com a esperança de afastar a repetição do espectro de Copenhague.

Cento e vinte ministros tentavam chegar a um consenso sobre a delicada questão do acesso aos recursos genéticos dos países em desenvolvimento - ricos em uma grande diversidade de espécies, mas que não aproveitam, ou pouco aproveitam, os benefícios econômicos que elas geram.

"Trabalhamos duro e estamos otimistas sobre o resultado", afirmou a ministra brasileira do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

"Está fluindo, mas resta pouquíssimo tempo", declarou por sua vez, nesta quinta-feira à AFP, a secretária de Estado francesa da Ecologia Chantal Jouanno, na véspera do final da conferência que começou no dia 18 de outubro.

"Há uma vontade da grande maioria dos países em chegar a uma solução satisfatória. Ninguém quer que as negociações levem anos", resumiu Claudio Chiarolla, do Instituto do Desenvolvimento Sustentável e das Relações Internacionais (Iddri).

O protocolo sobre o Acesso e Partilha dos Benefícios (ABS) tem como objetivo fazer com que esses benefícios retirados pelas empresas (farmacêuticas, cosméticas...) dos genes derivados do "reservatório de biodiversidade" dos países do Sul (animais, plantas, microorganismos) sejam compartilhados.

Um dos pontos polêmicos para a implementação deste protocolo é com relação ao tempo: ele deve ser aplicado aos medicamentos ou produtos cosméticos desenvolvidos após sua assinatura, depois que entrou em vigor a Convenção sobre a Diversidade Biológica de 1993 ou remontar ainda mais longe?

"Os africanos pedem um reconhecimento do fato de que, durante décadas, houve uma utilização de seus recursos genéticos, tais como plantas com propriedades medicinais, sem qualquer divisão dos benefícios", explicou Laurent Somé, da WWF África. "Mas eles estão abertos a negociações e prontos para firmar um compromisso", garantiu.

A Namíbia propõe a criação de um fundo multilateral que será alimentado por contribuições de empresas inscritas no protocolo ABS e que permitirá conduzir ações de proteção à natureza nos países mais desfavorizados.

A França anunciou nesta quinta-feira que iria dobrar até 2012 seus financiamentos à biodiversidade no âmbito da ajuda pública ao desenvolvimento, para reunir uma soma de mais de 200 milhões de euros. A partir de 2014, o conjunto de "fluxos financeiros para a biodiversidade" será de 500 milhões de euros por ano.

Superexploração de recursos, poluição, modificação de hábitats e mudanças climáticas: o percentual de extinção das espécies animais e vegetais é hoje "até 1 mil vezes mais alta" do que a cifra histórica conhecida até o momento, segundo a ONU

Todos os Direitos Reservados. Copyright ® ABRAON
pagina gerada em 0.1222 segundos.